+55 (91) 3366-3066 | tratorbel@tratorbel.com.br | Atuação no Pará, Amapá, Maranhão, Amazonas e Roraima.

Em um plano de manutenção de pás-carregadeiras, a utilização de filtros e lubrificantes de boa procedência é determinante. Além disso, por estarem expostos a operações severas, carregando os mais variados tipos de materiais, esses equipamentos precisam que seus componentes – como radiador e filtro de ar – sejam limpos e substituídos com periodicidade, de modo a funcionar com eficiência e sem apresentar falhas.

Numa pá-carregadeira, os cilindros são as principais partes responsáveis pelo esforço de carregamento, por isso sofrem um desgaste acentuado, assim como acontece nos pinos e buchas da caçamba e do braço. Essas peças precisam de lubrificação constante e correta, com graxa especificada pelo fabricante. A falta de lubrificação pode causar desgaste prematuro e até mesmo ocasionar acidentes.

Os pneus também exigem cuidados e podem acarretar custos elevados de manutenção se forem relegados a um segundo plano. Os fabricantes estabelecem a pressão correta para calibragem, que deve ser seguida, assim como o local de operação deve estar livre de materiais cortantes.

Assim, o plano de manutenção preventiva de pás-carregadeiras estabelece troca de filtros e fluidos, lubrificação de pinos e buchas, limpeza, inspeções e regulagens periódicas de bicos injetores e válvulas do motor, calibragem de pneus, além de análises de óleo e diálises.

Uma parte dessas intervenções, como lubrificação e inspeção, ocorre com frequência e pode ser feita pelos proprietários do equipamento. Já as intervenções mais avançadas, como as que envolvem substituição de peças e lubrificantes, geralmente são feitas por distribuidores autorizados ou oficinas especializadas.

MANUTENÇÃO PREVENTIVA E PREDITIVA

O ideal é associar manutenção preventiva e preditiva como forma de cuidar bem de uma frota. Na visão é importante fazer as substituições de peças e fluidos nos prazos estipulados pelo fabricante do equipamento, fazendo análises de óleo, diálises e até mesmo telemetria, para se obter um bom quadro das condições do equipamento e prevenir falhas.

“Em uma revisão que envolve a troca do óleo hidráulico de uma escavadeira, por exemplo, de 30% a 40% do óleo permanece na máquina em cilindros, válvulas e mangueiras. Durante o funcionamento da máquina, existe a possibilidade de surgirem focos de contaminação provenientes de mangueiras substituídas, tampas de reservatórios abertas, ou trocas de vedações. Nesses casos, as análises de óleo ajudam a monitorar as condições do fluido quanto à aditivação e nível de contaminação. Já a diálise auxilia na limpeza do fluido que circula no sistema”, explica especialista.

O monitoramento dos fluidos dos componentes é um ponto relevante, para prolongar a vida útil dos mesmos. “As coletas de óleo devem ser feitas periodicamente, para realização dos procedimentos conforme os parâmetros das análises de fluidos. Algumas práticas, como diálise periódica de fluídos, também ajudam a evitar falhas causadas por contaminação”.

Por fim, um dos itens mais importantes relacionados à manutenção da máquina é o manual do operador. O documento traz todos os cuidados necessários envolvendo a manutenção de pás-carregadeiras, além de cuidados com segurança e operação da máquina. “Em caso de dúvidas, ele deve sempre ser consultado”.

CUIDADOS

• Movimentação de bagaço de cana: o material carregado se dispersa muito facilmente, acumulando nos radiadores, condensadores e no alternador. É importante a limpeza constante desses componentes ou utilizar sistemas de reversão de hélice, para limpeza de radiadores e componentes blindados. Essa aplicação exige um esforço de tração constante da máquina, que passa a maior parte do tempo empurrando o material ao invés de carregá-lo. Por isso, o monitoramento dos eixos e transmissões por meio de análise de óleo precisa ser reforçado.
• Movimentação de produtos químicos e fertilizantes: alguns materiais causam oxidação de peças metálicas e ressecamento de borrachas durante a operação. Nesse caso, é necessário que a máquina tenha uma preparação prévia, envolvendo proteção da pintura por meio de um verniz específico, revestimento nos radiadores, alternador blindado, proteção de componentes elétricos e pintura de tubos hidráulicos e parafusos. Para manter essa proteção, é preciso tomar cuidados com a lavagem do equipamento. Após a carregadeira ser lavada, deve ser secada por inteiro, evitando acumulo de água e reação com o material carregado. Não devem ser usados ácidos para a lavagem, pois podem remover o material protetor.

Fonte : portaldosequipamentos.com.br